julho 12th, 2009 ·

A pandemia está aí instalada no mundo, deixando as pessoas com medo de um ser vivo microscópico e mutante da Gripe Suína.
A mutação do vírus se dá pela cápsula externa que tem duas proteínas: Hemaglutina (H) e Neuraminidase (N), mudando as características infecciosas do ser vivo(vírus). Dessa forma , essa mutação é a causadora da capacidade de infeccionar gravemente os seres humanos.

O vírus que está atuando nos seres humanos é uma mistura de material genético de vírus que infeccionaram aves e porcos na sua trajetória ao longos de anos, por isso o vírus é um velho conhecido. Com o DNA ou RNA com os três segmentos surge a Nova Gripe A ou Gripe Suína.

Contaminando as células dos seres humanos, o novo vírus não é reconhecido pelo o sistema imunológico e dar-se-a contaminação, veja no quadro abaixo:


Ela é transmitida igual uma gripe comum: partículas de saliva no ar, secreção nasal. E começam a aparecer os sintomas de quatro a cinco dias após a infeccção.
Os sintomas são:
– Tosse, irritação dos olhos, coriza, Dor de cabeça;
– Febre alta e repentina;
– Dor nos músculos e nas articulações.

Umas maneiras de evitar a contaminação da Gripe A

– Lavar as mãos sempre com água e sabão;
– Evitar tocas nos olhos, nariz, boca após contato com superficies;
– Usar lenço de papel descartável;
– Proteger com lenço a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
– Orientar o doente para que evite sair de casa enquanto estiver no período de transmissão da doença, até cinco dias após o início dos sintomas;
– Evitar lugares fechados e aglomerados, é importante manter o ambiente ventilado e que receba luz do solar que ajudará a eliminar os possíveis agentes infecciosos;
– Restrição do ambiente de trabalho para evitar disseminação;
– Hábitos saudáveis, alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.

Fonte: http://www.gripesuinabrasil.com